Logomarca Auris Unitron

MARINGÀ

44

3262 3624

LONDRINA

43

3322 3080

Logomarca Grupo Micro Som
artigos
  • 25/09/2008

    Perda Auditiva

    Perda auditiva é a falta de habilidade em perceber ou interpretar o som.

    A perda auditiva varia desde a dificuldade em ouvir sons suaves ou entender a fala até a completa surdez. Perda auditiva não é como ouvir sons com volume baixo, ao invés disso, existem alguns sons ou tons que são muito mais difícieis de se ouvir do que outros.

    Todas as pessoas experimentam algum grau de perda auditiva já que isso faz parte do envelhecimento natural. Entre 30 e 40 anos, as células ciliadas do ouvido interno começam a morrer. O processo é diferente em cada um, mas aproximadamente uma em cada dez pessoas, a perda alcança um ponto onde é necessário o uso de um aparelho. Essa seção contém informações valiosas sobre como ouvimos, as causas e efeitos da perda auditiva, e como ela pode ser tratada.

    Graus de Perda Auditiva

    Todos os tipos de perda auditiva são classificados em graus: leve, moderado, severo ou profundo. Leve a moderado são os graus mais comuns de perda auditiva. Perda auditiva condutiva são raras nos graus severos e profundos.

    Como Ouvimos : Resumo

    Existem três partes principais da orelha envolvidas no processo de audição: a orelha externa, a orelha média e e orelha interna.

    O processo auditivo começa quando as ondas sonoras entram no pavilhão externo e caminham pelo canal auditivo até o tímpano, fazendo-o vibrar. Essas vibrações tocam os três ossículos da orelha média. Esses ossículos fazem com que o som seja amplificado antes de entrar na orelha interna. Dentro da orelha interna existe a cóclea que é um órgão cheio de líquido e que contém milhares de células ciliadas. Quando as vibrações tocam a cóclea, faz seu fluído interno mover-se em ondas por toda sua extensão. Conforme isso acontece aproximadamente 12.000 células ciliadas movimentam-se. A frequência e intensidade do som determina qual célula ciliada se moverá. A ação faz com que impulsos elétricos sejam enviados nervo central para que o cérebro processe a informação. Esses impulsos elétricos são a linguagem que o cérebro consegue entender e converter em sons com significado.

    Causas da Perda Auditiva

    Existem três tipos principais de perda auditiva: condutiva, neurosensorial e mista. Cada tipo afeta uma parte diferente do ouvido e tem várias causas. A perda auditiva pode ser resultado do envelhecimento, acúmulo de cera no ouvido, exposição a sons altos, alguns medicamentos e estruturas internas do ouvido prejudicadas. Normalmente os profissionais da audição classificam as perdas auditivas em graus.

    Se você suspeita possuir perda auditiva, fale com um profissional da audição (fonoaudiólogo ou médico otorrinolaringologista). Leia mais sobre os sintomas da perda auditiva.

    Perda Auditiva Condutiva

    A Perda Auditiva Condutiva ocorre quando as ondas sonoras são bloqueadas na orelha externa ou média e não conseguem chegar à orelha interna. Pessoas afetadas pela Perda Auditiva Condutiva experimentam uma redução geral do volume dos sons e têm dificuldade em ouvir sons fracos. A maioria das perdas condutivas não são permanentes e podem ser tratadas com medicamentos ou por cirurgias. Mas, se não forem tratadas podem ocasionar uma perda permanente. 

    Causas

    Otite Média

    ▪ Também chamada de infecção do ouvido médio.
    ▪ A causa mais comum de Perda Auditiva Condutiva entre crianças.
    ▪ O ouvido médio fica inflamado e é preenchido por um fluido, impedindo o tímpano de vibrar corretamente.
    ▪ Inflamação pode ser resultado de um vírus ou infecção respiratória.
    ▪ Sintomas incluem inchaço, vermelhidão, dor de ouvido, irritação, perda auditiva, febre e secreção do ouvido.
    ▪ A maioria dos casos pode ser curada com antibióticos. Em alguns casos a inserção de tubos de ventilação pode ser necessária.


    Otoesclerose

    ▪ Otoesclerose é a causa mais comum de Perda Auditiva Condutiva em adultos.
    ▪ Causada por falta de cálcio em volta do estribo (ossículo da orelha média), impossibilitando-o de vibrar e enviar os sinais sonoros à orelha média.
    ▪ Mais de 90% das pessoas com otoesclerose pode recuperar a audição normal através de cirurgia.


    Outras Causas

    ▪ Bloqueio temporário(ex. alergias, infecções na orelha externa como rolha de cera, etc...)
    ▪ Perfuração do tímpano
    ▪ Fratura do osso da orelha média 

    Perda Auditiva Neurosensorial

    A perda auditiva neurosensorial é responsável por 90% dos problemas de audição em adultos. Ocorre quando as células ciliadas da cóclea ficam prejudicadas e o som não consegue atingir o cérebro (onde o som é processado). Uma vez que as células ciliadas foram perdidas não há como recuperá-las, o que torna este tipo de perda permanente. A perda auditiva neurosensorial geralmente reduz a audição de sons agudos e pode distorcer alguns sons. Os aparelhos auditivos podem ajudar na maioria dos casos. 

    Causas

    Envelhecimento

    A perda auditiva causada pelo processo natural de envelhecimento é chamada de Presbiacusia. Por volta de 60 a 65 anos de idade, aproximadamente 30% da população tem uma perda auditiva significativa o suficiente para afetar sua habilidade em ouvir os sons do dia-a-dia, como uma conversa.

    O primeiro sinal de Presbiacusia é normalmente uma redução na habilidade em ouvir sons de alta frequência como s, t, c, p, t, resultando num diálogo incompleto. Significa ouvir algo, mas sem saber exatamente o quê.

    Indução de Ruído

    Excessiva exposição ao barulho é uma das causas mais comuns - também a que melhor pode ser previnida - de perda auditiva permantente. Toda exposição a ruídos em alto volume causa algum grau temporário de perda auditiva. A exposição repetida, sem proteção adequada, resulta em perda auditiva gradual e permanente.

    Outras Causas

    Medicação tóxica:

    Aproximadamente 200 medicamentos foram classificados como ototóxicos, significando que eles tem potencial para causar reações tóxicas à estrutura do ouvido interno. Converse com seu médico antes de tomar qualquer medicação.

    Ferimentos na cabeça.

    Doenças como rubeóla durante a gravidez, cachumba, meningite, esclerose múltipla.

    Problemas no nascimento, como falta de oxigenação temporária.

    Problemas genéticos (herança).

    Perda Auditiva Mista

    Em alguns casos, o impedimento auditivo pode ser uma combinação dos dois tipos de perda auditiva condutiva e neurosensorial. Isso é chamado perda auditiva Mista. Geralmente a perda auditiva condutiva pode ser tratada com medicação ou cirurgia. A perda neurosensorial é permanente, mas pode ser tratada com aparelhos auditivos.

    Sintomas da Perda de Audição

    Se você suspeita que tem perda auditiva, considere os pontos abaixo:

    ▪Você sempre pede aos outros para se repetirem?
    ▪Tem amigos ou familiares que dizem que você não ouve bem?
    ▪Deixa a TV ou o rádio em volume mais alto do que os outros?
    ▪Tem dificuldade em entender conversas com ruídos ao fundo?
    ▪Tem dificuldades em acompanhar conversas em grupo?
    ▪Tem dificuldade em identificar de onde os sons estão vindo?

    Se você respondeu sim a mais de três questões, você pode ter perda auditiva. Converse com um profissional de saúde auditiva, que poderá indicar qual caminho a seguir.

    Efeitos da Perda Auditiva

    A perda auditiva pode afetar a fala e o desenvolvimento da linguagem em crianças e deixá-los com dificuldade de comunicação quando adultos. Perda auditiva não tratada pode resultar em dificuldades de comunicação, sociais e emocionais.

    Comunicação

    A consequência mais óbvia da perda auditiva são as dificuldades de comunicação.

    ▪ Conversas são menores
    ▪ Menor uso do telefone
    ▪ Problemas de comunicação com a família, amigos e colegas de trabalho
    ▪ Pedir a outros que se repitam com frequência ou manter a conversa sem entendê-la

    Social

    Como a habilidade em ouvir piora, muitas pessoas se isolam de interações sociais

    ▪ Evitam grupos e estranhos
    ▪ Diminuem a eficiência no trabalho
    ▪ Silêncio e isolamento

    Emocional

    Perda auditiva não tratada causa uma série de sentimentos nas pessoas.

    ▪ Raiva, frustração
    ▪ Falta de concentração
    ▪ Depressão
    ▪ Embaraço
    ▪ Ansiedade
    ▪ Incerteza
    ▪ Incompetência
    ▪ Distanciamento de relações pessoais

    Os efeitos do não tratamento da perda auditiva podem aumentar. O uso regular de aparelho auditivo, combinado com práticas efetivas de comunicação, podem ajudar às pessoas com impedimento auditivo viverem total e socialmente envolvidas num mundo cheio de sons. Leia suporte a pessoas com perda auditiva para mais informação.

    voltar