Logomarca Auris Unitron

MARINGÀ

44

3262 3624

LONDRINA

43

3322 3080

Logomarca Grupo Micro Som
artigos
  • 26/07/2009

    PERFIL AUDIOLÓGICO NA TERCEIRA IDADE

    A audição é uma função bastante complexa que faz parte das nossas funções sensoriais, as quais com o passar dos anos vão perdendo acuidade. 
    Ocorrendo alguma alteração auditiva, o individuo fica prejudicado em relação as pessoas e ao meio ambiente, perdendo contato com o mundo em que ele vive. 
    A presbiacusia, como se pode denominar a perda de audição que ocorre com o processo de envelhecimento, acontece de forma progressiva e gradual. É considerada a perda natural da função e não uma doença, acomete aproximadamente 30% dos indivíduos com mais de 60 anos de idade e é caracterizada em sua maioria por uma perda auditiva sensorioneural bilateral afetando mais as freqüências agudas. 
    Esta perda pode progredir com a idade causando problemas na comunicação.
    É fundamental a intervenção fonoaudiológica nesses casos, no sentido de detectar precocemente as perdas auditivas a fim de promover meios favoráveis para uma boa comunicação e intervenção de reabilitação com próteses auditivas buscando a reintegração do paciente ao meio em que vive.
    O sucesso do uso da amplificação para a população idosa depende de um número de fatores que incluem desde o grau da perda auditiva, a tolerância para sons intensos, os índices de reconhecimento de fala, assim como as expectativas, a motivação e a idade do paciente. 
    É fundamental garantir um período de experiência domiciliar com empréstimo da prótese selecionada para que se possa fazer os ajustes necessários, tendo por base os relatos do paciente nas diferentes situações acústicas que vivencia na rotina diária.

    MEDICENTER
    Maria Marlene Santos
    Fonoaudióloga

    voltar