Logomarca Auris Unitron

MARINGÀ

44

3262 3624

LONDRINA

43

3322 3080

Logomarca Grupo Micro Som
artigos
  • 16/09/2011

    Uso constante do celular

    O uso do aparelho celular se tornou indispensável nos dias atuais, cada vez mais modernos e essenciais no trabalho, fica mais difícil desapegar do aparelho.


    Segundo dados de pesquisa, cerca de 55% dos brasileiros ouvidos disseram ter comprado um telefone celular em 2011, no entanto, o que poucos sabem é que o uso frequente do celular levanta questões sobre os possíveis problemas que os sinais emitidos por ele podem causar à saúde do organismo.

    Um pequeno estudo feito na Universidade de Viena, na Áustria, apresentou que uso constante do celular durante o período de quatro anos pode desenvolver zumbido continuo no ouvido, os resultados mostraram que aqueles que usam o celular 10 minutos por dia e fizeram isso por no mínimo quatro anos têm 70% mais chances de desenvolver zumbido no ouvido do que os pacientes que não usavam tanto o aparelho ou que ainda não tem um celular há tanto tempo.

     

    O “zumbido” já afeta mais de 28 milhões de brasilieros, para o otorrinolaringologista Victor Campelo esse problema ocorre quando um som é percebido pelo indivíduo sem que haja uma fonte sonora externa que o produza. “Tal percepção irreal ocorre devido ao aumento dos impulsos elétricos enviados ao córtex, como conseqüência de uma perda auditiva. Ele pode ser interpretado pelo sistema auditivo como um apito ou chiado”, enfatizou o especialista.

     

    Victor explica que os aparelhos celulares emitem radiações eletromagnéticas o que prejudica a audição. “Sintomas como aquecimento da orelha, sensação de entupimento do ouvido, zumbido e dificuldade de ouvir e entender, são comuns em pacientes que utilizam o aparelho celular diariamente, principalmente mais de uma hora e na mesma orelha, isso faz com que as ondas sonoras prejudique a audição”, destacou o advogado.

     “É necessário tomar alguns cuidados com a audição, principalmente as pessoas que usam muitos aparelhos eletrônicos (MP3, MP4, head phones, discman, aparelhos celulares) com fone de ouvido em intensidade alta e contínua pode lesar permanentemente algumas células receptoras do som, ocasionando perdas”, finaliza o Victor Campelo.

    voltar